terça-feira, 12 de abril de 2011

Gibran Khalil Gibran

“Vossos filhos não são vossos filhos.
São os filhos e as filhas da ânsia da vida por si mesma.
Vêm através de vós, mas não de vós.
E embora vivam convosco, não vos pertencem.
Podeis outorgar-lhes vosso amor, mas não vossos pensamentos,
Porque eles têm seus próprios pensamentos.
Podeis abrigar seus corpos, mas não suas almas;
Pois suas almas moram na mansão do amanhã,
Que vós não podeis visitar nem mesmo em sonho.
Podeis esforçar-vos por ser como eles, mas não procureis fazê-los como vós...”




"Vós sois os arcos dos quais vossos filhos são arremessados como flechas vivas.
O Arqueiro mira o alvo na senda do infinito e vos estica com toda a Sua força para que Suas flechas se projetem rápidas e para longe.
Que vosso encurvamento na mão do Arqueiro seja vossa alegria: pois assim como Ele ama a flecha que voa, ama também o arco ...”



Toda vez que sinto um medinho com referência aos meus filhos, entrego-os á Deus e lembro desta parte deste livro, que tenho quase toda decorada.... Mas não é uma verdade??? Dói, mas é isto mesmo...
Beijos








2 comentários:

Tays Rocha disse...

Ai amiga, leio essas coisas e meu coração se aperta ;o( mas sei que é verdade, eles não são nossos... Adoro os escritos dele, sempre tão profundos e verdadeiros...

Beijocas ♥

Renata C., UMA EXPATRIADA (esposa, mae, mulher...) disse...

E' mesmo lindo! parabens pela postagem!
Bjka!